Hidroponia – A Cultura Em Águas Profundas: O Que é e Como Funciona

By Marcos Felipe mar22,2024 #jardinagem
jornal pop hidroponia
Plantação horta usando sistema de hidroponia. Fonte Imagem Edição Jornal POP/ Ugreen.

Hidroponia Introdução

Se você está iniciando no cultivo de plantas hidroponicamente, termos como “Cultura em águas profundas” podem parecer saídos de um filme de ficção científica. Comparada à jardinagem no solo, a hidroponia pode parecer mais complexa à primeira vista – porém, na realidade, não é tão complicada.

Existem diversos tipos de sistemas hidropônicos, muitos dos quais possuem nomes que podem parecer confusos, como técnica de filme de nutrientes, cultura em águas profundas, vazante e fluxo. Mas é para desmistificar esses conceitos que este artigo está aqui!

Vamos explorar um dos métodos mais simples e populares de jardinagem hidropônica atualmente – a Cultura em Águas Profundas, ou DWC.

O que é Cultura em Águas Profundas (DWC)?

Antes de nos aprofundarmos nos detalhes essenciais, vamos obter uma visão geral de alto nível desse tipo de sistema. Na Cultura em Águas Profundas (DWC), as raízes de uma planta são suspensas em uma solução bem oxigenada composta de água e nutrientes.

Três elementos são críticos nesta solução:

  1. Oxigênio: Como as raízes ficam submersas na água e não no solo (que possui fendas e buracos por onde o ar circula), é crucial que a água esteja bem oxigenada para evitar o afogamento das plantas. Isso é alcançado por meio de uma bomba de ar e uma pedra difusora.
  2. Água: Pense neste sistema como se estivesse constantemente regando suas plantas como faria no solo. Esta é uma das vantagens da hidroponia – não há necessidade de regar.
  3. Nutrientes: Enquanto um solo de qualidade contém todos os nutrientes necessários para as plantas prosperarem, na hidroponia, precisamos suplementar a água oxigenada com os nutrientes essenciais para o crescimento das plantas.

Esse método é chamado de Cultura em Águas Profundas por dois motivos. Primeiro, geralmente é utilizado um reservatório que pode conter uma quantidade significativa de água. Isso proporciona mais estabilidade à solução nutritiva, exigindo menos monitoramento e manutenção.

A segunda razão está relacionada à quantidade de massa radicular submersa na água. Ao contrário de outros métodos que expõem a zona radicular ao ar e a mergulham em água apenas parcialmente, na DWC, a planta é completamente submersa, o que permite uma absorção mais eficiente de nutrientes.

Vantagens da Cultura em Águas Profundas

Os sistemas DWC são amplamente preferidos por várias razões, sendo a principal delas a simplicidade que oferecem, tornando-os um dos tipos de sistema mais acessíveis para iniciantes. O único sistema mais básico é o de absorção.

Aqui estão alguns outros benefícios de cultivar em um sistema DWC:

  • Manutenção mínima após a configuração inicial.
  • Crescimento extremamente rápido em comparação com o solo (por exemplo, alface pode ser colhida em 30 dias em vez de 60 no solo).
  • Poucas peças móveis e montagem simplificada.

Desvantagens da Cultura em Águas Profundas

No entanto, nem tudo são facilidades. Existem alguns problemas associados a este tipo de sistema que podem causar transtornos. No entanto, esses problemas são principalmente evitáveis se você cuidar adequadamente do seu jardim:

  • Em sistemas menores, o pH, o nível da água e a concentração de nutrientes podem flutuar consideravelmente.
  • Em sistemas menores, é muito fácil cometer erros de calibração devido à escala reduzida.
  • Se houver uma queda de energia ou uma falha na bomba, as raízes podem sofrer com a falta de oxigênio na solução nutritiva.
  • Manter uma temperatura constante da água pode ser desafiador.

Variações da Cultura em Águas Profundas

O Método Tradicional de Montagem de um Sistema de Cultura em Águas Profundas. Os sistemas DWC tradicionais são os mais simples de montar. Aqui está uma lista das peças que você precisará para configurar seu primeiro sistema:

  • Balde de 5 galões
  • Bomba de ar
  • Pedra difusora de ar
  • Tubo de alimentação
  • Recipientes líquidos
  • Meio de crescimento
  • Nutrientes hidropônicos
  • Kit de controle de pH
  • Medidor de ppm

O método é direto: conecte a bomba ao tubo de alimentação, o tubo de alimentação à pedra difusora de ar e coloque a pedra difusora de ar dentro do balde. Encha o balde com água, ajuste o pH conforme necessário e adicione os nutrientes, e então inicie o plantio das sementes. (Ambos os links remetem a vídeos detalhados para uma orientação mais aprofundada!)

– Marcos Felipe –

📧 Não perca nenhum post. Assine nosso boletim. 📧


    Assim que as suas plantas começarem a brotar e as raízes começarem a se estender em direção à água, você notará um crescimento vigoroso. Em vez de desperdiçar energia desenvolvendo raízes em busca de água no solo, suas plantas podem absorver imediatamente a quantidade necessária de água e nutrientes.

    Desde que a água esteja bem oxigenada, não há risco de as raízes sufocarem ou se deteriorarem, proporcionando um ambiente ideal para o crescimento saudável das plantas.

    Por Que Funciona

    Graças à solução altamente oxigenada e rica em nutrientes, as plantas cultivadas em um sistema DWC tradicional podem ser colhidas até duas vezes mais rapidamente do que as plantas cultivadas no solo! Pessoalmente, já colhi uma alface em apenas 30 dias desde a germinação, enquanto o tempo mais rápido que levei para cultivar alface no solo foi de 60 dias.

    Recirculação de DWC

    O método tradicional é excelente para iniciantes, mas e se você quiser escalar seu sistema para o próximo nível? A maioria das pessoas migra para um sistema RDWC, ou sistema de recirculação da cultura em águas profundas, quando desejam atualizar seu jardim.

    Se você está buscando crescimento em larga escala, a última coisa que deseja é lidar com 10 baldes individuais, cada um exigindo sua própria calibração e ajustes. Se você está cultivando a mesma planta em 10 baldes diferentes, não seria mais prático ter um reservatório principal alimentando essa solução nutritiva em todos os 10 baldes?

    Se você concorda, então acabou de conceber o sistema RDWC!

    A ideia de medir o pH e calibrar individualmente cada um desses baldes pode ser uma tarefa árdua e complicada.

    Você pode estar se perguntando como a oxigenação da água ocorre quando se tem vários baldes encadeados. Da mesma forma que seria ineficiente ter soluções nutritivas separadas para cada balde, também é ineficiente operar um sistema de pedras de ar para cada balde.

    É aqui que entra a parte recirculante do sistema. Conforme a água se move de um balde para outro, ela é transportada por meio de bicos de pulverização que oxigenam a água.

    A beleza desta modificação no sistema DWC clássico é que você só precisa calibrar, oxigenar e adicionar mais água de um local central, e ela será distribuída para todos os baldes imediatamente. Uma analogia útil aqui é a rede elétrica: não geramos nossa própria eletricidade em casa. A energia é gerada centralmente e depois distribuída pela rede elétrica para nossas casas.

    hidroponia jornal pop
    Sistema de hidroponia em PVC. Fonte: Ugreen.com.br

    Bubbleponia

    Embora muitas pessoas não considerem o Bubbleponics tão diferente do DWC tradicional, pessoalmente acredito que ele oferece algumas vantagens significativas e merece ser discutido. Apesar do nome peculiar, a adaptação feita pelo Bubbleponics é bastante simples.

    Em vez de esperar que as plantas germinem e as raízes alcancem a superfície da água em seu reservatório, o Bubbleponics busca acelerar esse processo alimentando as plantas com solução nutritiva durante as primeiras semanas.

    Tudo o que envolve é a inclusão de uma bomba d’água no sistema, com linhas de gotejamento conectadas do tanque até os vasos de rede onde as plantas são cultivadas. É uma solução simples, porém altamente eficaz para impulsionar a fase de germinação e mudas no ciclo de vida das plantas.

    Perguntas Comuns (e Respostas) sobre Cultura em Águas Profundas

    Existem diversas opções de nutrientes hidropônicos disponíveis no mercado, o que pode tornar difícil determinar o melhor para você. Em minha opinião, é recomendável começar com algo extremamente simples, como a General Hydroponics Flora Series. Este é um nutriente hidropônico de três partes que você pode misturar em proporções variadas conforme o estágio de crescimento de suas plantas.

    Faça parte do Jornal POP

    Devo Optar por um Sistema Singular ou Modular?

    Se você está dando os primeiros passos, é aconselhável escolher uma configuração com reservatório único. Você pode montá-la por conta própria ou adquirir uma das várias opções disponíveis no mercado. Um sistema DWC modular é mais adequado para produtores que têm clareza sobre o que desejam cultivar e em que quantidade. Comece com algo pequeno e expanda conforme adquire mais experiência.

    Meu Reservatório Deve Ser Estéril?

    Essa não é uma questão de resposta simples. Alguns jardinadores hidropônicos preferem manter seus reservatórios estéreis, o que significa eliminar contaminantes biológicos como algas que podem afetar negativamente o ambiente hidropônico. No entanto, ao optar por essa abordagem, você também elimina as bactérias benéficas. Se decidir introduzir organismos benéficos no seu reservatório, esteja ciente de que isso também pode trazer consigo organismos não tão benéficos.

    Qual Deve Ser o pH e PPM/CE para DWC?

    O fato de você estar cultivando em um sistema de cultivo em águas profundas não significa que deva aderir rigidamente a um único pH e PPM/CE. Embora a faixa padrão que a maioria das plantas prefira (pH 5,5-6,5) seja boa, é importante personalizar e monitorar esses valores com base no estágio de crescimento de suas plantas. Durante a fase de crescimento vegetativo, é ideal manter o pH no limite superior dessa faixa e, durante a floração, no limite inferior.

    Em relação ao seu PPM/CE, evite seguir cegamente o cronograma de alimentação baseado em nutrientes hidropônicos, pois esses valores geralmente são mais altos do que o necessário. Experimente reduzir pela metade essa quantidade e observe a resposta de suas plantas. É sempre possível ajustar rapidamente para cima, mas diminuir pode ser mais desafiador, pois suas plantas podem já ter sido afetadas por queima de nutrientes.

    Qual Deve Ser a Temperatura do Meu Reservatório?

    Um dos desafios da cultura em águas profundas é o controle da temperatura do reservatório. É recomendável manter a temperatura abaixo de 68°F (20°C), pois um aumento significativo pode levar à diminuição do nível de oxigênio na água, mesmo com a oxigenação fornecida por uma bomba de ar e uma pedra difusora. Por outro lado, tente manter a temperatura acima de 60°F (16°C), pois temperaturas mais baixas podem induzir as plantas a interpretar o ambiente como uma nova estação, levando-as a direcionar mais energia para a floração, o que pode não ser desejado em determinados momentos do ciclo de crescimento.

    Quando Devo Trocar Minha Solução Nutritiva?

    O período máximo que se deve aguardar antes de substituir a solução nutritiva é de três semanas, mas isso é apenas uma diretriz geral. Isso depende de vários fatores, como:

    • O gênero de planta que está sendo cultivado.
    • O estágio de crescimento das plantas.
    • O tamanho do reservatório utilizado.

    Se desejar evitar uma substituição completa, você pode tentar adicionar água com uma mistura de solução nutritiva para restaurar o equilíbrio, mas isso pode ser difícil de realizar com precisão. Em muitos casos, uma troca completa pode ser a melhor abordagem.

    Acesse nossas redes sociais e compartilhe!

    Como Posso Saber a Quantidade de Oxigênio na Minha Solução Nutritiva?

    Existem medidores de oxigênio dissolvido disponíveis no mercado, mas eles podem ser caros e, a menos que você necessite de uma precisão extrema, podem ser considerados um exagero. Não recomendo adquirir um medidor de baixo custo, pois eles tendem a ser pouco confiáveis. Uma maneira prática de “monitorar” os níveis de oxigênio na solução nutritiva.

    Quanto das Raízes Devem Ser Submersas no Meu Reservatório DWC e Solução Nutritiva?

    É importante garantir que apenas as raízes estejam submersas na solução nutritiva – sem caules e definitivamente sem folhagens. Além disso, não é recomendável submergir totalmente as raízes. Pessoalmente, mantenho cerca de 1 a 1,5 polegadas de raiz acima da linha da água. As bolhas da pedra difusora de ar normalmente estouram, permitindo que a água atinja as raízes que não estão completamente submersas, portanto, não há necessidade de se preocupar com a secagem delas.

    Como Posso Propagar Plantas Sem Utilizar um Meio de Cultivo em Meu Sistema DWC?

    Uma opção simples é utilizar um clonador aeropônico. Isso não apenas economiza dinheiro em meios de cultivo, mas também resulta em plantas com raízes nuas quando transplantadas para o seu sistema DWC.

    Existem Problemas Específicos da Cultura em Águas Profundas que Devo Observar?

    Ao monitorar seu jardim, esteja atento aos seguintes problemas comuns em sistemas DWC:

    • Doenças relacionadas às raízes, como Pythium.
    • Flutuações rápidas no pH ou nos níveis de PPM/EC/TDS.
    • A solução nutritiva fica muito quente.

    Quão Mais Rápido as Plantas Crescem em um Sistema DWC?

    Se todos os procedimentos forem seguidos corretamente, as plantas cultivadas em um sistema DWC (ou em grande parte dos sistemas hidropônicos) geralmente crescerão pelo menos 15% mais rápido. Pessoalmente, observei minha alface crescer quase duas vezes mais rapidamente em meu sistema de cultivo em águas profundas do que no meu jardim ao ar livre.

    Quais Plantas se Desenvolvem Melhor em um Sistema de Cultivo em Águas Profundas?

    A resposta mais evidente seria qualquer planta que não exija o processo de floração. Muitas variedades de alface e várias ervas diferentes prosperam bastante no DWC, apresentando um crescimento rápido e saudável, o que as torna escolhas fantásticas. No entanto, você também pode cultivar tomates, pimentões e até mesmo frutas maiores, como abóboras – embora isso exija um pouco mais de esforço e atenção.

    Existem outras estratégias disponíveis para o produtor de DWC?

    Sim! Os produtores de DWC têm a capacidade de ajustar facilmente a quantidade de umidade na zona radicular. Isso pode desencadear diferentes respostas das plantas, como aumento da produção de óleos essenciais, frutificação e floração. Uma zona radicular mais seca pode estimular a produção de óleos essenciais em culturas aromáticas como manjericão e hortelã, pois as plantas utilizam essa adaptação para conservar água. Por outro lado, uma zona radicular mais úmida pode direcionar a energia das plantas para o crescimento vegetativo, especialmente para o desenvolvimento de folhas grandes, o que, por sua vez, aumenta a transpiração e o potencial fotossintético.

    By Marcos Felipe

    Engenheiro Agrônomo formado pela Escola de Ciências Agrárias de Lavras (ESAL). Amante apaixonado por botânica e orquídeas.

    Artigos Relacionados

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *